terça-feira, 7 de setembro de 2010

TIPOS DE ROCHAS, EXEMPLOS, COMPOSIÇÃO, COR etc.(ROCHAS SEDIMENTARES)

TIPOS

Brecha
Tipo: Rocha sedimentar Classe: Detrítica Aparência: Cor
variável. Textura caracterizada por fragmentos rochosos
angulares, numa fina (ou muito fina), matriz. Estrutura da
matriz razoavelmente bandada. Os fósseis nestas rochas são
raros. Componentes: Os fragmentos rochosos podem ser de
muitos tipos de rochas (brechas poligenéticas), mas, mais
frequentemente, provenientes do mesmo tipo de rochas
(brechas monogenéticas). A matriz é normalmente calcária,
siliciosa, argilosa ou mesmo siltítica. Génese: Consolidação em
vertentes, em grutas cársicas, mas sobretudo em depósitos de
vertente. Outras brechas resultam de fracturas durante o
processo de dobra de massas rochosas (brecha de fricção), ou
ao deslocamento de sedimentos que ainda são incoerentes
(brecha intraformacional). Podemos ainda encontrar brechas
ferruginosas e brechas calcárias de acordo com as
características da matriz que suporta os clastos. Utilização: É
utilizada sob diferentes nomes, como pedra ornamental (por
exemplo, pavimentos).













Arenito

Tipo: Rocha sedimentar Classe: Detrítica Aparência: Cor muito variada,
desde branca a cinzenta, amarela, verde, vermelho e castanho. Textura
clástica, com grãos desde muito finos, a grosseiros. Normalmente com grão
calibrados e esféricos. Normalmente apresenta estratificação, com os grãos
mais grosseiros no fundo e progressivamente mais finos para o topo
(gradação negativa). Apresenta impressões de correntes e ondulação
("ripple marks"). Os fósseis e concreções são frequentes nestas rochas.
Componentes: Os grãos podem ser de fragmentos rochosos ou de
minerais, especialmente quartzo, feldspato, micas e calcite. Minerais mais
densos, razoavelmente rolados, são comuns (zircão, apatite, olivina.
magnetite, pirite). O cimento é silicioso (quartzo, opala e caledónia),
calcítico, dolomítico, argiloso e siletítico. Assim, de acordo com o cimento
podemos ter arenitos ferruginosos, siliciosos, etc. Génese: Acumulação de
materiais clásticos, transportados pelo vento, águas marinhas ou fluviais,
normalmente distinguíveis pelas formas e impressões dos grãos. Nos
depósitos marinhos, normalmente são encontrados na base conglomerada.
Utilização: Usada como rocha para a construção, em exteriores e no
artesanato.



















Marga

Tipo: Rocha sedimentar Classe: Detrítica / Carbonatada
Aparência: Com cor desde muito clara a cinzenta escuro,
acastanhada, avermelhada. Textura clástica, com grãos finos ou
muito finos, podendo alguns grãos serem distinguidos a olho nu.
Estratificação pouco frequente. Apresenta frequentemente
estruturas sedimentares, fósseis e concreções. Componentes:
Mistura de calcite (menos frequentemente dolomite) e minerais
argilosos, com vestígios de quartzo, micas e resíduos carbonosos.
São frequentes nódulos de gesso, calcite e pirite. Génese:
Depósitos marinhos e lacustres de material clástico, que se
afundaram progressivamente e se misturaram com produtos de
precipitação química ou resíduos orgânicos. Utilização: Matériaprima
para as indústrias cimenteiras.




















Antracite

Tipo: Rocha sedimentar
Classe: Carbonosa Aparência: Cores escuras,
desde castanho a preto, brilhante, duro, escamoso e compacto, por vezes
reticular. Resultante da intersecção de zonas opacas e escamosas, com
veios com aparência vítrea ou caloso.
Componentes: Com 93 a 98 % de
carvão e substâncias voláteis dispersas. Pequenos núcleos de pirite e
quartzo.
Génese: Em grandes bacias, lagunares ou lagos costeiros, com
lenta subsidência. Muitas vezes em zonas em que alternam com camadas de
arenitos e argilitos. Resultante do carvão betuminoso, que se enriqueceu
posteriormente em carbono.
Utilização: Bom combustível; usado como
gás; utilizado na indústria de aço, ferro, borracha sintética e tintas.

OZINALDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário